Imprimir Enviar email

Candidaturas

 


Com a aprovação da Convenção da UNESCO, em 2003 – trinta anos depois da Convenção para a Proteção do Património Mundial, Cultural e Natural – atinge-se uma nova compreensão do Património Cultural, isto é, uma visão integrada ou unitária. Deixa, assim, de predominar quase exclusivamente o Património Material, sobretudo o arquitetónico, e passa-se a uma conceção mais exigente e equilibrada, abrangendo o Património Cultural como um todo: material e imaterial.
 
Fazendo parte do movimento mundial que vem ratificando a Convenção da UNESCO (mais de 150 países já o fizeram), Portugal inclui-se no conjunto de países que atualmente figuram quer na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade, com as manifestações culturais imateriais Fado, Dieta Mediterrânica, Cante Alentejano, Falcoaria Portuguesa e os «Bonecos de Estremoz», quer na Lista do Património Cultural Imaterial que Necessita de Salvaguarda Urgente, com a «Arte Chocalheira» e a Olaria Negra de Bisalhães.
 
Entretanto, outras candidaturas já foram entregues ou encontram-se em preparação, e disso, com muito gosto, daremos notícia oportunamente.

 

 

 

 

 

Desenvolvido por: Sistemas do Futuro